English French German Italian Portuguese Spanish

A CVM

Entidade filantrópica assistencial sem fins lucrativos, declarada de utilidade pública pelo Governo Municipal, Estadual e Federal, esta registrada no Conselho Nacional de Assistência Social e possui Certificado de Filantropia.

Fundada em 1º de novembro de 1978 para ajudar crianças, adolescentes e adultos abandonados e com risco social.

Importante obra, resultado do trabalho de “Dona Jandira Jovita da Rosa” e de “Dona Geny Julia Feijó”, evangélicas que em 1978 realizaram a missão de fundar esta entidade.
O ideal inicial de Dona Jandira e Dona Geny era iniciar o atendimento com 01 (uma) creche para crianças de 0 a 06 anos. Em julho de 1980 Dona Geny faleceu e em junho de 1985 faleceu também Dona Jandira.

Em 1986, a instituição fundou o Lar Jandira Jovita da Rosa, para atender crianças de 0 a 18 anos abandonados e/ou vitimas de maus tratos, em 1996 foi aberta a Comunidade Terapêutica Dona Geny Julia Feijó, que no início só atendia crianças e adolescentes, e a partir do ano de 2007 passou a atender adultos.

O atendimento da CVM é totalmente gratuito e abrange grande parte dos municípios catarinenses.

CVM  está estruturada independente de qualquer igreja, partido ou governo, mantendo seus princípios dentro das escrituras sagradas de Jesus Cristo, desde sua formação tem orientado e pautado suas ações pelos princípios de JESUS CRISTO, oferecendo condições plenas e dignas de sobrevivência, acreditando que a verdadeira  transformação das pessoas só poderá ser alcançada através de JESUS, e que o trabalho por mais meritório que seja sem JESUS não tem a menor validade.

Hoje, há 37 anos, a instituição oferece:

  • Educação Infantil (Creche e pré-escola) – Atende crianças de 2 a 5 anos – Das 7h30 ás 18h.

Acolhimento Institucional (Casa Lar) –Atividades Paralisadas em Agosto de 2014.

Projeto Convivência/Educação Complementar - Atende crianças de 6 a 8 anos – Contraturno Escolar.

Comunidade Terapêutica para dependentes químicos.

Inclusão Produtiva (Panificação e Informática), entre outros.

Até hoje, os ideais e a missão de Dona Jandira e Dona Geny tem inspirado e permanecido nas propostas dos dirigentes, voluntários e colaboradores da instituição.

Tem como fins “Amparar a infância carente”, promovendo a integração criança, família, sociedade e idoso, tendo em vista os princípios de que a vida em família é a mais alta expressão da civilização, e que nenhuma criança deverá ser retirada do lar apenas por motivo de pobreza.

 

"Instruir a criança no caminho em que deve andar, 
e até quando envelhecer não se desviará dele."

Provérbios 22:6

 

MISSÃO

Socializar o atendimento de qualidade à população de baixo poder aquisitivo, na busca de soluções para os problemas das crianças, adolescentes e adultos excluídos, visando à formação de mulheres e homens críticos e responsáveis, promovendo valores, rompendo paradigmas e evangelizando-os nos ensinamentos de Jesus.

VISÃO

Ser referência na área social, buscando aprimoramento contínuo e inovando pelas ações.

VALORES

Ética; Transparência; Credibilidade; Competência; Integridade; Seriedade; Respeito às diferenças; Temor a Deus.

POLÍTICA DE QUALIDADE

Os resultados dos serviços prestados, a valorização da equipe de trabalho, o cuidado de vidas com profissionalismo, a organização e a responsabilidade, visando o cumprimento do papel social e a busca da excelência nas atividades desenvolvidas.

OBJETIVOS

GERAL

Fornecer atendimento assistencial, psicológico e educacional às crianças, adolescentes e adultos, bem como aos seus familiares, que resulte para estes uma melhor qualidade de vida.

ESPECÍFICOS

Desenvolver e executar um planejamento pedagógico e psicológico que estimule a reflexão, autonomia, exercício da cidadania e consciência da realidade de cada cliente.

Suprir as crianças, adolescentes e adultos em suas necessidades físicas e emocionais, como: alimentação, higiene, solidariedade, atenção, simpatia, amabilidade, estimulação psicomotora e outros;

Criar estratégias de ensino que sejam capazes de respeitar cada usuário nas suas dificuldades, explorando suas potencialidades;

Criar oportunidades aos familiares para expor e discutir suas ideias, dificuldades e anseios a respeito de seus entes queridos.